O perfeccionismo

Existe um lema no meio do empreendedorismo que diz o seguinte:

Feito é melhor que perfeito!

Eu tive a oportunidade de conversar com uma pessoa que me apresentou essa frase e me deu a tarefa de ir no Google, procurar um banner sobre isso e colocar como papel de parede do meu computador e eu assim fiz! Se quiser fazer o mesmo fique a vontade. 😉

done is better than perfect

Bom, depois de alguns minutos… eu escolhi esse aqui, repetindo mil vezes a frase na minha mente, me esforçando para ser mais rápida e menos perfeccionista!: “Feito é melhor que perfeito! Feito é melhor que perfeito, Carol!” kkkk

Só quem vive o perfeccionismo sabe o que é. Muitos acham besteira (meu pai), outros acham chato (minha mãe), mas o fato é que não é nada fácil viver com a auto-crítica lá em cima e muitas vezes não saber lidar com ela.

Vou te falar uma coisa: tem jeito! 🙂

Quais são os tipos de perfeccionismo?

Não podemos classificar uma pessoa de acordo com um tipo específico, não se trata de diferentes padrões de comportamento mas sim de compreender qual é a direção predominante desse comportamento perfeccionista.

O perfeccionismo auto-motivado exige a perfeição das suas próprias atitudes, já o perfeccionismo orientado para o outro, exige a perfeição das outras pessoas ao seu redor como: amigos, colegas de trabalho, filhos, entre outros.

Existe um terceiro tipo que é o socialmente imposto. Nesse caso a perfeição é imposta pela sociedade. A pessoa pensa que para ser aceita deve ser melhor e sofre por nunca conseguir ser “merecedora”.

O perfeccionismo é prejudicial?

Alguns estudiosos dizem que não há forma sadia de perfeccionismo e eu concordo, já outros o distinguem pelo nível de cobrança, sendo exigido em apenas determinadas situações ou em tudo.

O ruim é quando atrapalha relacionamentos, usa-se de altos padrões para avaliar os outros e interfere na satisfação pessoal. Um exemplo comum é uma pessoa com um projeto que nunca terminou por achar que nunca está bom “o suficiente”.

O perfeccionismo está ligado a disfunções alimentares como: anorexia e bulimia, ansiedade, depressão e estresse, que diga-se de passagem, é o causador de vários problemas de saúde como: problemas de coração e imunidade baixa.

Tratamentos

Sidney Blatt, psiquiatra, defende a ideia de que é necessário um tratamento de longo prazo, caso o perfeccionismo chegue a um nível neurótico, pois trata-se de um estilo de personalidade, ou seja, gerado em interações ainda na infância. Nesses casos é preciso que a pessoa entenda que precisa baixar os padrões. Ela precisa aprender técnicas para trabalhar a ansiedade, lidar com os erros e entender que não existe ninguém perfeito.

A questão é que o perfeccionista é independente e acha que consegue lidar com tudo sozinho. Há livros de auto ajuda que podem realmente auxiliar mas é necessário que ele enxergue que precisa de mais, se não pode ser até perigoso. Desabafar com alguém e perceber que outros podem ter os mesmos problemas será um alívio. Livros são muito bons, mas é necessário cuidado para se ter informações válidas sobre o assunto.

O papel da família

Pergunte a um perfeccionista desde quando ele é assim e ele vai te responder: desde sempre.

Como já entendemos, a família exerce um papel importante na formação da personalidade da pessoa. Um exemplo é a depressão infantil, devido a pressão dos pais para um desempenho sempre impecável dos filhos. Em um estudo realizado, crianças de 4 anos já apresentavam sintomas de perfeccionismo.

Para não causar problemas sérios, evite comparações, elogie mais o seu filho(a) e um pouco de compreensão nunca será demais. As pessoas pensam que precisam atingir o nível mais alto, e mesmo quando o atingem, não é o suficiente.

Conclusão

Existe uma diferença entre querer fazer certo e TER que ser perfeito. Numa sociedade em que o excelente e a produtividade tem tanto valor é natural achar que o perfeccionismo possa trazer algum benefício, mas na verdade ele só atrasa.

Eu tenho aprendido isso e tem sido motivador, além de aliviante. Ninguém aguenta tanta autocrítica e autocobrança. Entenda que ser imperfeito é normal e ser perfeito é anormal!

Não se esqueça do papel de parede do seu computador! 😛

Espero ter ajudado, comente o que achou do artigo e se tem alguma dúvida que assim que possível responderei ou farei novos artigos para te ajudar!

Até a próxima,
Caroline Segovia,

Blog Caderno de Organização

Voltei! 

Como você pôde ler no post anterior estamos com novidades – e das BOAS! – então como não quero esperar mais, estou voltando, mesmo que ainda não esteja da forma que eu gostaria.

Amanhã já vai ter um artigo quentinho e aos poucos vou reformulando a estética e organização do Blog também!

Curta a página do Caderno de Organização no Facebook!

Quero te agradecer por tudo e te pedir para deixar a sua sugestão aqui nos comentários! Se inscreva para receber as atualizações e participe da lista VIP que você vai receber conteúdo exclusivo!

Até amanhã e “vamo que vamo”!

Obrigada,
Caroline Segovia

Blog, novidades e categorias

Estou participando de um Congresso e em breve voltarei com novidades e um conteúdo que definitivamente você não vai querer perder!

Enquanto isso, você já leu SOBRE mim e o blog? Visite a página clicando aqui.

Outra sugestão é navegar pelas categorias do site. Como expliquei aqui, fiz o seguinte: listei todas as categorias do blog no menu. É só passar o mouse na palavra Categorias e clicar na que desejar! Espero ter ajudado você a navegar melhor pelo blog e pelas postagens.

E preparem-se para as novidades  i m p e r d í v e i s !

Até mais! 🙂

Acompanhe o meu trabalho nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram (perfil pessoal) | Pinterest

Descadastramento de e-mail

Quero te dar uma sugestão nessa sexta-feira.

Entre no seu e-mail e reserve uns minutos para “unsubscribe” o seu contato de tudo o que:

  • Não te interessa mais.
  • Você percebe que gasta muito tempo lendo e não é relevante mais para você.
  • Aquilo que te motiva a gastar mais, sem necessidade e te leva a consumir além do que você pode/gostaria, como maillings de produtos de beleza, eletrônicos, livros, entre outros. Se necessário tenha uma lista dos sites confiáveis de compras e pronto.

Você pode eliminar o seu cadastro desses sites nesse link que vem sempre no final do e-mail, escrito “unsubscribe” ou “não desejo mais receber esses e-mail”, entre outros. Se não tiver o link, vai ter qual o procedimento para o descadastramento.

unsubscribe_to_email_newsletters

Cuidado na hora de cadastrar o seu e-mail em sites. Além da segurança, tem a questão de que você está fadado a receber e-mails e spams e encher a sua caixa de entrada de informações que você simplesmente não quer receber. Sem contar no tempo que você gasta excluindo todos aqueles e-mails sem funcionalidade para você.

Talvez você receba newsletters de empresas e assuntos que você nem sabe de onde veio, rs. Descadastre! 😛

Não pense: “Há, mas e se eu precisar disso um dia?” Acredite, quando você precisar, você vai procurar e vai achar. Forneça à sua mente apenas aquilo que lhe é relevante. Imagine a sua caixa de entrada de e-mail como a sua mente e as conversas que chegam como pessoas trazendo informações para você. Se já é difícil no dia a dia ouvir tanta gente, ler e ver tantos anúncios, imagine poluir mais ainda a sua mente com o que não vai te trazer benefício NENHUM, apenas lixo eletrônico!

Seja radical se necessário. Não se apegue a nada e faça o seguinte: monte uma pasta no seu e-mail, titulada senhas. Ou um bloco de notas no seu computador. Existem muitos programas e aplicativos para manter as suas senhas em um local seguro. Não estou falando dessas senhas mais importantes como de banco, cartão de crédito, enfim… estou falando daqueles e-mails que chegam quando cadastramos nossos dados em algum site. Evite ao máximo, mas quando for preciso, cadastre e mova esse e-mail para a pasta senhas. Pronto. A sua caixa de entrada não ficará cheia e você vai poder buscar essa informação sempre que necessário. 😉

Bom fim de semana e até mais!

Bjus!

Leia também:

Acompanhe o meu trabalho nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram (perfil pessoal) | Pinterest

Sobre mim

Hoje quero falar um pouco mais sobre mim e o blog!

A página SOBRE, que fica em uma aba no início do blog, lá em cima perto do nome está atualizada. Esse aqui é o comecinho do texto:

“Meu nome é Caroline Segovia, tenho 23 anos e moro atualmente no Rio de Janeiro.

O blog começou em um momento de reflexões. Sofri um acidente e fui obrigada a parar tudo.

Tranquei a faculdade de Administração, estou de licença no trabalho, tive que diminuir bastante meu trabalho paralelo e minhas outras responsabilidades como voluntária.

Sempre fui uma pessoa que trazia para mim responsabilidades – que nem minhas eram – e acabei esquecendo de mim. Diversão e férias para mim era perder tempo, até que fui forçada a enxergar onde eu estava me metendo. Foi até bom.  (…)”

Clique aqui para ler mais!

Acompanhe o meu trabalho nas redes sociais:
Facebook | Youtube | Instagram (perfil pessoal) | Pinterest

Organize suas finanças – Desafio Bolsa Blindada

10_parte3

Patricia Lages – Bolsa Blindada

Quem me segue no Instagram (@carolinesegovia) viu que assim que lançou o livro Bolsa Blindada fiz questão de comprar o meu! Cheguei a fazer um post rápido sobre o livro e o blog aqui.

A Patricia é uma fofa e lançou um desafio no seu blog: Desafio 2014 com dinheiro! Ela escreve um desafio por semana com dicas, sugestões e com um jeitinho que só ela escreve!

Todos os desafios estão neste link aqui! Aproveite e comece a blindar a sua vida financeira também! 🙂

O que você REALMENTE quer

CO_pensando

Escrevi um post nessa semana (aqui) e fiquei pensando sobre esse assunto.

Veio a calhar de eu ter uma conversa com um amigo e vim escrever mais sobre. Para entender melhor, leia o post anterior, por favor.

Muitas pessoas dizem que querem ser pessoas diferentes, querem um novo emprego, querem emagrecer, etc. e eu fico pensando se ela quer mesmo. Veja bem: não é o fato de você pensar em alguma coisa que mostra o que você realmente quer; é o que você faz que mostra o que você realmente quer.

  • Um trabalhador diz que o que ele mais quer é ter o seu próprio negócio e ser bem sucedido, mas ele continua naquele emprego, ganha pouco e não faz nada para sair dessa situação. Então, é claro que o que ele realmente quer é continuar pobre. Não há outra explicação para isso.
  • O marido diz que quer ter o seu casamento feliz e viver em paz com a sua esposa, mas ele vive com outras mulheres. Ele pensa que quer um casamento, mas o que ele faz mostra que o que ele quer realmente é ter uma vida sem compromissos, saindo com quem tiver vontade sem dar satisfações a ninguém.
  • Outro exemplo: o filho diz que quer ser um bom exemplo dentro de casa, mas o que ele faz é responder aos seus pais, brigar com os irmãos e não se esforça na escola, logo o que ele quer realmente é ter uma vida livre de responsabilidades.

Note que não importa apenas a sua intenção, mas sim as suas atitudes em relação a ela. Não importa o que você quer, é preciso agir para chegar a realização dos seus desejos.

Esse é um dos motivos para a falta de conquistas e concretizações dos sonhos de muitas pessoas. Será que você tem achado que sabe o que realmente quer?

Analise com o que você tem gastado o seu tempo. Perceba o que você faz e se for necessário, reavalie suas atitudes.

Lembre-se: o que você realmente quer é o que você faz, e não o que você apenas pensa que quer. 😉

Leia também:

Acompanhe o Caderno de Organização nas redes sociais: Fanpage Youtube Instagram

Tenha um bom dia e até a próxima!