Se isso ajuda, eu te acho linda!

CO_confiança

A insegurança é como uma faca de dois gumes: além do inseguro sentir-se mal, automaticamente faz a outra pessoa sentir-se segura demais. Isso acontece em todos os tipos de relacionamentos. O ideal é o equilíbrio. Primeiro que a insegurança, já de primeira vista, te deixa em desvantagem, você começa o jogo com pontos negativos! Imagine-se em uma disputa contra os seus problemas e dificuldades onde você só fica na defensiva. O ataque é falho e o outro time que conhece bem os seus pontos fracos ganham de lavada. Concorda comigo?

Não adianta achar que os seus problemas são maiores e piores que os do resto do mundo por que eu posso garantir que não são, não pense dessa forma. Lembre-se do jogo, você não quer dar esse gostinho ao time rival, quer?

Encontre a raiz desse sentimento e encare-o. Cuide mais de você para depois pensar nos outros. Pense no seguinte:

O que uma pessoa segura de si faz?

  1. Cuida do seu interior. Filtra o que ouve e não absorve o que não lhe faz bem.
  2. Ama a si mesma e cuida do seu corpo.
  3. Não se sente inferior a ninguém, sabe o seu valor e reconhece suas qualidades.
  4. Reflete e trabalha nas suas dificuldades, com o alvo de vencê-las.
  5. É perseverante (amo essa palavra). Não vê os obstáculos e persevera para alcançar os seus objetivos.
  6. Não se abala facilmente.
  7. Procura ver sempre o lado bom das coisas.
  8. Se valoriza e ama o próximo.

Imagine-se diferente, segura e confiante. Que tal?

Veja bem, não estamos falando de superioridade, mas sim de você se sentir bem, acreditando nas suas conquistas e realizações pessoais. O resto vem aos poucos com trabalho, disciplina e perseverança (mais uma vez :P)

Normalmente a pessoa insegura convive ou conviveu com outras pessoas que eram autoritárias, que impunha suas opiniões e não ouvia ninguém. Analise se a sua segurança não está no lugar errado. Se ela não está em você mesma pode estar no seu emprego, ou talvez em uma relacionamento, no namoro ou casamento ou até na opinião dos outros. Tome cuidado com isso.

Como agir com alguém inseguro?

  • Saiba como falar e fale sempre a verdade.
  • Tenha o cuidado de sempre perguntar a sua opinião, como: “Onde vamos lanchar hoje?”, “O que você acha dessa roupa?” e “Você gostou do novo projeto da empresa?”
  • Ouça com atenção o que ele diz.
  • Tenha paciência.
  • Ajude-o com as suas experiências e acredite nas dele.

Ninguém é perfeito e todos nós precisamos de ajuda. Se você conhece alguém com essa dificuldade, ajude; e se você é inseguro, acredite no seu valor!

Leia também:

Acompanhe o Caderno de Organização nas redes sociais: Fanpage ♥ Youtube ♥ Instagram

Anúncios

Como as pessoas reagem às gentilezas

timidez (2)

Outro dia eu agradeci uma amiga por ter me ajudado em uma situação difícil e ela ficou sem reação ao meu abraço. Achei estranho, mas respeitei. A atitude dela me chamou a atenção.

Depois que escrevi esse post aqui, sobre como pode ser simples demonstrar carinho, tenho me esforçado mais para praticar e ser diferente. Adoro escrever no blog também por isso; tornar público algumas opiniões me faz refletir e consequentemente, agir.

E aí que tenho reparado que as pessoas estão tão duras que já esperam o pior das outras e isso vira um vício. Pense comigo: se eu tenho esse tipo de expectativa das pessoas, não me permito passar por boas experiências. É como se eu mesma criasse uma parede invisível na minha frente e quando alguém fosse falar comigo eu bloqueasse. Eu acho que é um medo que a pessoa tem de se apegar e sofrer, sabe? Conversei sobre isso com uma amiga e ela falou exatamente isso!

O ruim disso tudo é justamente esse ciclo que acontece. Se uma vez me trataram mal eu me fecho e trato outra pessoa pior ainda! É aí que culpamos alguém que não tem NADA A VER com aquilo. Uma pena…

Ouvi um homem decepcionado dizendo: prefiro me decepcionar com as pessoas a não esperar nada delas.

Isso ficou marcado em mim. Ouvi essa frase há anos, mas nunca me esqueci dela.

E é isso o que eu digo para você que está lendo esse blog:

Não deixe ninguém te influenciar negativamente, muito menos deixe de acreditar nas pessoas. Seja mais do que isso para você mesmo!

Uma ótima sexta-feira e até semana que vem!

Tecnologia: dá para viver sem ela?

flores

Outro dia fui à pizzaria e quando olhei para o lado vi uma mesa de dois lugares com duas meninas, uma de frente para a outra, cada uma com o seu smartphone, na altura dos olhos. Não acreditei. Não tive o trabalho de acompanhar aquela situação, mas queria ter visto por quanto tempo aquela cena durou.

A tecnologia às vezes me assusta. Eu acho que ela ajuda, e muito, mas tem que ter um limite, como tudo na vida. Você já deve ter ficado sem internet em algum momento, seja em casa ou no celular. Como você se sentiu? Eu já passei por isso e fiquei sem chão! Como eu ia conseguir fazer minhas pesquisas? Como ia ficar sem ver os meus e-mails?!

Se você está lendo esse blog, obviamente tem algum tipo de acesso a internet. Quando nos acostumamos com algo, realmente é difícil de ficar sem e hoje ela torna tudo tão mais prático! Podemos pagar nossas contas, fazer compras, pesquisar produtos, baixar livros e revistas, manter contato com familiares e amigos que moram longe, ler notícias atualizadas a cada segundo, entre muitos outras coisas. Eu adoro internet, não é a toa que comecei o blog.

Qual o problema então? A dependência. Não sei se você já percebeu, mas cada vez tem sido mais difícil os relacionamentos saudáveis. Então quando a tecnologia atrapalha essa área da nossa vida eu tenho raiva dela! 😛

Ela atrapalha quando a gente deixa de viver nossa vida lá fora para se trancar no quarto e ficar lendo blogs de moda para ver se a vida fica mais glamourosa. Nada contra, mas isso não vai mudar a sua vida. O que vai mudar são as suas atitudes.

Internet o dia inteiro atrofia o cérebro. Checar suas redes sociais a cada minuto não vai te fazer mais feliz.

Temos objetivos, devemos lutar por eles.

Desgrude do celular, não se esqueça de como é escrever com papel e caneta, abrace mais, encontre quem você gosta pessoalmente, ande de bicicleta de vez em quando (não só na academia), olhe por onde você anda e fale com as pessoas olhando para os olhos delas.

Você reparou na flor que brotou naquela árvore que você passa em frente todos os dias?

Recomendo a leitura deste post aqui.

#Dica01 – Sorria!

seja diferente!

Postei na semana passada 10 dicas para a segunda-feira. Nessas próximas 10 segundas-feiras vou falar melhor sobre cada uma!

#Dica01 – Sorria! 😀

Pode parecer fácil, mas na prática percebemos que muitas vezes é necessário esforço. Felizmente é difícil só no começo, depois se torna um hábito. Alguns não vão te ajudar muito, mas isso não é importante.

Eu sou muito tímida e às vezes mal interpretada por isso. Essa é uma das dificuldades que eu tenho, além de ser mais séria mesmo… Mas isso é questão de personalidade, já tem pessoas que são emburradas e só de a gente estar perto sentimos o clima pesar! Você deve conhecer alguém assim e saber do que estou falando.

Sorrir pode ser um remédio, sabia? Da mesma forma que a mágoa causa até doenças, o sorriso traz benefícios e cabe a nós aproveitá-los.

Para mim, sorrir significa viver sem se preocupar com besteiras, entender melhor as pessoas e ser gentil sem esperar gentileza. É decidir ser mais feliz, dar sem pensar em receber, escolher levar a vida mais leve, demonstrar carinho em um gesto, ser superior aos problemas e saber usar o que temos. É priorizar as prioridades, contribuir para um mundo melhor, amar as pessoas e amar a si mesmo.

Parece um dispositivo que quando acionado, muda o decorrer das coisas. Não sei se estou sendo clara, mas espero que você me entenda. Estou tentando passar a simplicidade de uma atitude que traz grandes resultados.

Experimente e fique tranquilo: pode viciar que não faz mal. Depois me conte como foi! 🙂

Espero que o seu dia seja cheio de paz e alegria! Faça acontecer!

Um abraço e até quarta-feira! Segunda-feira que vem continuo com a sequência das 10 dicas.

Pode ser simples

Carinho

Semana passada preparei um café da manhã para a minha mãe. Acho muito bom acordar com uma surpresinha assim, simples, mas que mostra cuidado e carinho tanto para quem faz como para quem recebe.
Estava pensando nas gentilezas que podemos fazer para as pessoas. Hoje em dia é difícil vermos demonstrações de carinho e acredito ser um dos fatores para o esfriamento dos relacionamentos, sejam entre marido e mulher, amigos ou familiares. Alguns culpam a “falta de tempo”, mas para mim é desculpa esfarrapada.

O simples e o gesto faz diferença sempre e mais uma vez a qualidade diz mais que a quantidade.

Estou aqui falando da gentileza do dia-a-dia, não criticando as surpresas mais elaboradas ou presentes que custam mais dinheiro ou investimento, ok? Podemos – e devemos – levar o amor onde formos, afinal, ele faz parte de nós e está aí dentro de você e de mim também! 🙂

Para ser gentil não precisa separar um dia da sua vida e depois não ser mais, muito menos é para ser um fardo. O carinho está em pequenas atitudes, que a meu ver é demonstrado das seguintes formas:

  • Em um abraço de vez em quando.
  • Dar bom dia, boa tarde e boa noite com um sorriso no rosto.
  • Presentear mesmo fora de datas comemorativas.
  • Ter paciência com as pessoas.
  • Não mentir nem enganar.
  • Preparar um jantar para a família.
  • Separar um tempo para estar presente, mesmo em um dia cheio de compromissos.
  • Fazer do outro, um compromisso.
  • Compartilhar novidades.
  • Falar bem das pessoas.
  • Encorajar o seu filho/a.
  • Entender o outro, ninguém é perfeito.
  • Reconhecer quando está errado.
  • Compartilhar as novidades.
  • Fazer companhia nos momentos difíceis.
  • Ficar quieto às vezes.

E muitas outras… Eu poderia ficar o dia inteiro dando exemplos, mas é hora de praticar!

E você, tem dicas para fazer o dia das pessoas mais feliz?